Home » 3 vinícolas imperdíveis em Salta

3 vinícolas imperdíveis em Salta

Argentina | julho 2018 |
vinícolas em Salta

Segunda região produtora de vinhos argentinos, Salta tem bodegas com paisagens que saltam aos olhos e vinhos para despertar os mais exigentes paladares

Confira as vinícolas em Salta visitadas por nós e tim-tim!

Com aproximadamente 65 “bodegas”, Salta é a segunda região vinícola da Argentina. Fica atrás de Mendoza, claro, com suas mais de 2.000 bodegas.  As uvas mais famosas são a Torrontes, para vinhos brancos, e a Malbec, para os tintos.

Bodega Colomé

Um paraíso em meio ao deserto. A Bodega Colomé, alem de hotel fica no Valle Cachalquíes, aos pés da Cordilheira dos Andes. A vinícola de 1831 é a mais antiga da Argentina e suas vinhas ancestrais ainda produzem bons frutos para elaboração do vinho que traz no rótulo o nome da bodega: o Colomé Reserva. São vinhedos de Malbec e Cabernet Sauvignon plantados em 1854 –dá para acreditar? A bodega de 39 mil hectares pertenceu às famílias Isasmendi e Dávalos por 170 anos, mas em 2001, foi comprada pelo bilionário suiço Donald Hess. Empresário e colecionador de arte, Donald e sua esposa Úrsula, dedicaram- se à comunidade de Colomé, gerando melhores condições de trabalho e desenvolvimento para a região. O lugar é belíssimo, com noites frias e dias quentes. Vale dizer que a vinícola pratica a agricultura biodinâmica para obter excelência nos vinhos integrada a sustentabilidade. São mais de meio milhão de litros de vinho por ano, exportados para mais de 25 países. Não deixe de conhecer a Colomé e se sentir nas alturas!

Bodega Porvenir

Localizada em Cafayate, um pequeno vale isolado, com características muito especiais, essa bodega se vale do clima desértico para a produção de uvas viníferas orgânicas de alta qualidade. Ali, a família Romero Marcuzzi, iniciou seu compromisso com o mundo do vinho quando Roberto Romero ancorou sua primeira vinícola em Tolombón, há quatro décadas, a poucos quilômetros de Cafayate. Entre vinhedos e longos verões compartilhados em família, os pilares deste projeto foram cultivados: um forte compromisso com o local, grande dedicação no trabalho e um imenso amor e respeito pelo terroir que crescia ao longo de todos esses anos. Foi nas grandes galerias daquela antiga adega onde Lucía, neta de Roberto Romero e atual diretora de El Porvenir de Cafayate, deu seus primeiros passos. Hoje, a vinícola enraizada em Cafayate é dirigida por Lucía, que trabalha em conjunto com uma equipe excepcional seguindo o legado de seus ancestrais com um impulso inovador e marcante. Vale a pena passar o dia conhecendo os vinhedos, degustando as uvas, e claro, com um belo almoço harmonizado no restaurante da bodega.

Bodega El Esteco

Também em Cafayate, a 1800 metros de altitude, a natureza desse lugar impressiona o visitante: entre a exuberante vegetação da floresta Yunga, os rios e as montanhas rochosas, surge, inusitado, um trecho de deserto, onde a magia acontece. Com o sol sempre presente e sua faixa de temperatura perfeita, o ambiente é perfeito para a criação de vinhos de alta qualidade. Ali, a bodega, que também é um hotel de 32 quartos, tem portões de ferro que se abrem para os jardins da propriedade e levam à tradicional casa de campo. O interior reúne o espírito de Cafayate: sua arquitetura colonial se harmoniza com os extraordinários teares artesanais; o mobiliário rústico fica lado a lado com a prataria refinada de Salta. Tudo emoldurado pela paz e tranquilidade dos pátios, o calor dos habitantes locais e a simplicidade traduzida em bom gosto.

Entre em Contato

Ligue para +55 11 3287 6886 ou deixe sua mensagem