Home » Selina Palermo Soho – Um hotel para amar em Buenos Aires

Selina Palermo Soho – Um hotel para amar em Buenos Aires

Argentina | julho 2019 |
selina

Com design arrojado e rooftop, no descolado bairro de Palermo Soho, o Selina é mais do que um hotel: é um lugar para amar em Buenos Aires.

Especial Buenos Aires

Eu já tinha ouvido falar do hotel Selina no Rio de Janeiro, no bairro da Lapa. Sabia também que se trata de uma rede sul-americana, com pegada de hostel chic e foco nos “nômades digitais”. Ou seja, viajantes que prezam por ficar em um lugar descolado, com conforto, bom wifi e boa localização –a preço acessível

Procurando por onde ficar em Buenos Aires, o recém-inaugurado Selina Palermo Soho , sou perfeito. O bairro badalado, um tipo de Vila Madalena portenha, seria ideal para fazer tudo a pé e descobrir lugares legais. Ainda mais que a cidade é toda plana, com calçadas largas. Ou seja, uma delícia para caminhar.

You are exactly where you need to be, é a frase em néon que enfeita o hall de entrada. E logo faz sentido. Chegamos à noite no Selina e sentimos a buena onda do lugar. Um amplo salão integra recepção, lounge e um resto bar, com mesas e cantos com pufes e almofadas –em clima de coworking

Com pulseirinhas em punho, não demoramos a subir para o rooftop, no nono andar, e brindar a chegada. O terraço, com vista privilegiada da cidade, tem cordões de luzes e até uma cama suspensa. O destaque, contudo, vai para as gin tônicas preparadas pelo barman Julián. Vale aproveitar os drinks, com preços camaradas em relação ao Brasil, pois o real, diante do peso argentino, nas bebidas e vinhos, está valendo a pena. 

Varandas e bikes

O Selina Palermo Soho tem 179 camas, em vários modelos de acomodação, incluindo quartos privativos, todos com varanda e vista. Ficamos no oitavo andar, em um quarto de casal categoria luxo. Super amplo, com cama king, lençóis branquinhos e mil travesseiros para deitar e rolar. Só que, não há TV. O público, ali, é certamente mais ligado em internet. Tem, sim, uma boa mesa para trabalhar, plantas, iluminação bacana, banheiro com banheira e chuveiro bom. O que mais se pode querer?

Ah, o café da manhã não está incluso nas diárias (a partir de U$22,85). Mas no restaurante do térreo, você pode tanto tomar um Nespresso como pedir seu desayuno à parte (por cerca de U$7) com frutas, suco de laranja, tostadas e medialunas (o croissant argentino). Há ainda um espaço “pegue e pague” com água, sandubas etc, e uma cozinha em progresso, que em breve será inaugurada no primeiro andar. 

Além disso, você pode ainda alugar uma bike do hotel para dar um rolê pelo bairro ou apenas flanar pelas ruas coloridas por grafites. Palermo Soho é também um bairro romântico, com muitas parrillas e bares gostosos para curtir a dois, bebendo um vinhozinho. Portanto, confira no próximo post do Especial Buenos Aires alguns Highlights de Palermo Soho.

No outono, o céu estava azul-royal e os caminhos forrados de folhas secas. Entretanto, depois de deixar o hotel, na mini temporada portenha, ainda passeamos pelo bairro e bateu saudade ao passar em frente ao Selina. Um hotel para se sentir em casa –e amar –em Buenos Aires. 

Saiba mais: www.selina.com

Quer mais inspiração de viagem? Quer saber dos eventos mais bacanas que acontecem pelo mundo? 
Siga nosso Instagram e Facebook!

Entre em Contato

Ligue para +55 11 3287 6886 ou deixe sua mensagem