GO UP

Moqueca de letrinhas – A cozinha poética do Quintal das Letras

Famosa pela Flip, a Festa Literária que agita a cidade todos os anos, Paraty ganhou sua “Pousada Literária” –como foi rebatizada a famosa Pousada Coxixo, da atriz Maria Della Costa, quando mudou de mãos e ganhou uma repaginada temática. Nesse mesmo espírito, nasceu o restaurante da pousada, o Quintal das Letras, em um casarão anexo.

Fachada

As três portas abertas para o Centro Histórico oferecem uma visão particular do vaivém da cidade, onde o charme está exatamente em se poder andar a pé. É assim, nesse clima slow motion, que você pode escolher a sua mesa mirante e saborerar algumas das delícias do menu elaborado pela chef Claudia Mascarenhas. O mar e a Mata Altlântica são as dádivas de Paraty, na prosa da chef, que se inspira nos frutos do mar e nos ingredientes da mata para criar pratos contemporâneos que valorizam a cozinha brasileira, sobretudo os produtos locais, como a farofa da Graúna, presente em mais de um prato: moqueca de peixe com acompanhamentos caiçara (mousseline de banana da terra, farofinha da Graúna e arroz basmati com palmito pupunha), picadinho de filé mignon com arroz de palmito, e uma barriguinha de porco à pururuca com caramelo de shoyo e laranja que é pura poesia.

_SYA1536

Barriga de Porco Quintal das Letras

“Sigo minha linha, de misturar um pouco de todas as minhas experiências nas cozinhas do mundo, de Portugal aos EUA, com muitos toques brasileiros, claro”, conta Claudia. Há clássicos do currículo da chef, como o (também poético!) Bacalhau Pensado na Cama (com batatas ao murro, pimentões e azeitonas de duas cores), e receitas comfort como o franguinho crocante orgânico com tempurá de quiabo, arroz de tomates e creme de milho.

Crab Cake Vale do Paraíba_Quintal das Letras

Tudo amarradinho com uma carta de vinhos bem gostosa, e as sobremesas divinas, um pout-pourri criado pelo chef belga Frédéric de Maeyer, amigo da casa. Vejam só: torta de cupuaçu com aipim e côco, tarte tatin com especiarias e panacotta de iogurte e chocolate branco, compota de banana e maracujá e ainda uma torta autoral de chocolate Callebaut com creme de avelãs que parece ficção. Mas não é.

couvert

Vá lá: Quintal das Letras
Rua:Tenente Francisco Antônio, 362, Centro Histórico 
Tel:(24)3371-1460

Uma caçadora de histórias e maravilhas. Jornalista, escritora, cantora, viajante, cozinheira , aprendiz de dança, sempre em busca da próxima descoberta que desperte os cinco sentidos: o sabor de um novo prato, drink ou vinho (paladar), uma massagem, mergulho ou algo assim relaxante (tato), uma terapia com óleos aromáticos, chás com especiarias ou aquele perfume inédito (olfato), o pôr do sol visto de um rooftop ou as vistas mais incríveis para o mar e as montanhas (visão), e ainda um concerto, show, som ou simplesmente o barulho das ondas, do vento ou dos pássaros (audição). Rosane Queiroz foi editora da revista Marie Claire e da revista de bordo da GOL. Escreve sobre comportamento, gastronomia, sustentabilidade, viagem e lifestyle em publicações como Viagem e Turismo, Vida Simples, Folha de São Paulo, entre outras, além de atuar em produção de conteúdo de texto para livros. É autora de "Musas e Músicas –A mulher por trás da canção" (ed. Tinta Negra), livro reportagem em que conta quem são as musas inspiradoras de canções da MPB com nomes femininos. Na coluna Os Cinco Sentidos, compartilha experiências colhidas em suas andanças e viagens, com os cinco sentidos bem abertos. Mantém o Instagram @oscincosentidos.