GO UP

Pousada do Sandi – Uma Paraty para chamar de sua

Dei um pulo em Paraty para conferir as novidades da Pousada do Sandi, que reabriu em agosto, totalmente repaginada. O conjunto de seis casarões que abriga a pousada ocupa quase uma esquina inteira, no coração do Centro Histórico. Não há quem vá a Paraty e não passe ao menos uma vez ali em frente.

Ícone de elegância e hospitalidade, a Pousada do Sandi foi a primeira pousada de luxo da cidade histórica, e de todo o litoral da Costa Verde. Passou por diversas fases, sempre se renovando, sempre linda, como uma bela mulher que nunca se descuida. Entretanto, os 30 anos da Pousada coincidiram com a pausa da pandemia, criando a ocasião ideal para fechar as portas e encarar a reforma.

A nova decoração está belíssima. Os 27 quartos seguem dois temas, “natureza e miscigenação”. A mescla de culturas e o toque tropical, com pegada cosmopolita, traduzem o espírito de Paraty, reconhecida pela Unesco, em 2019, como Patrimônio Natural e Cultural da Humanidade. Peças de arte e artesanato local, como barquinhos e pombas do Divino, esculturas e cestos coloridos dos índios da região convivem com obras de arte e móveis modernos. 

Infinito particular

No quarto em que ficamos, a parede de fundo é estampada de bananeiras, palmeiras, com um papel de parede que parece pintura. A sensação é de estar dentro da floresta tropical, embalada por um casarão colonial. Em tempos de pandemia, a ideia era mesmo curtir mais dentro do que fora. Sem contar que choveu o tempo todo, mas Paraty é uma delícia, faça chuva ou sol. 

Vale mencionar que Pousada está alinhada com os protocolos de segurança. Há medição de temperatura na chegada, todos usam máscara o tempo todo e o café da manhã é servida à la carte, com horário agendado, para evitar muita gente ao mesmo tempo.  

O up date inclui um QR Code com as informações da pousada, entre outros detalhes, como oferecer kombucha, a bebida probiótica do momento, no café da manhã. Além disso, há também uma nova agência de experiências interna, que oferece atividades como Birdwatching (Observação de Aves), city running tour e roteiros temáticos com foco em esporte, gastronomia, arte, passeios de barco, trilhas etc.

A área de lazer tem uma piscina azulzinha, duas jacuzzis, spa e uma academia bem bacana. Dessa vez não deu para tomar sol nem se mexer muito. Por mim tudo bem, pois frequento Paraty há décadas. Aproveitamos para jantar uma noite no italiano Pippo, o restaurante da pousada, com um menu maravilhoso de massas e frutos do mar. Mas vou narrar com gosto no próximo post, já com vontade de voltar. 

Vá lá: www.pousadadosandi.com.br

Uma caçadora de histórias e maravilhas. Jornalista, escritora, cantora, viajante, cozinheira , aprendiz de dança, sempre em busca da próxima descoberta que desperte os cinco sentidos: o sabor de um novo prato, drink ou vinho (paladar), uma massagem, mergulho ou algo assim relaxante (tato), uma terapia com óleos aromáticos, chás com especiarias ou aquele perfume inédito (olfato), o pôr do sol visto de um rooftop ou as vistas mais incríveis para o mar e as montanhas (visão), e ainda um concerto, show, som ou simplesmente o barulho das ondas, do vento ou dos pássaros (audição). Rosane Queiroz foi editora da revista Marie Claire e da revista de bordo da GOL. Escreve sobre comportamento, gastronomia, sustentabilidade, viagem e lifestyle em publicações como Viagem e Turismo, Vida Simples, Folha de São Paulo, entre outras, além de atuar em produção de conteúdo de texto para livros. É autora de "Musas e Músicas –A mulher por trás da canção" (ed. Tinta Negra), livro reportagem em que conta quem são as musas inspiradoras de canções da MPB com nomes femininos. Na coluna Os Cinco Sentidos, compartilha experiências colhidas em suas andanças e viagens, com os cinco sentidos bem abertos. Mantém o Instagram @oscincosentidos.

Leave a Reply