Home » #OMTrips of a Lifetime –Costa Amalfitana

#OMTrips of a Lifetime –Costa Amalfitana

Europa | fevereiro 2019 |
omtrips-of-a-lifetime-costa-amalfitana

Ah, a Costa Amalfitana com suas praias azuis e vilarejos encantadores… Um dos destinos mais desejados e românticos da Europa, esse trecho do litoral italiano atrai celebridades, milionários e turistas de todo o mundo. Devido a seu mar azul cintilante e uma atmosfera cheia de glamour.

A lendária Costa Amalfitana é um dos destinos mais desejados e românticos da Europa. O lugar, na canela da “bota” do mapa da Itália, seduz visitantes desde os tempos antigos, com uma combinação de paisagens inebriantes e um estilo de vida sofisticado, mas descontraído. Por isso, se transformou em um destino do jet-set na década de 1960.

O cenário começou a mudar por ali quando o rei Fernando II de Nápoles organizou a estrutura da estrada, conhecida hoje como a Estrada Nacional 163, em 1952.  Até então, não havia estrada ligando as comunidades ao longo da costa. Talvez por essa razão o estilo de vida rústico ainda conviva com os hotéis cinco estrelas, iates e carros de luxo. Além disso, naquele tempo, os agricultores cultivavam pedaços de terras íngremes, enquanto pescadores viviam de maneira modesta no mar.

A costa de 50 quilômetros é pontuada por pequenas cidades como Positano (a principal), Amalfi, Ravello, Praiano e Vietri sul Mare. São vilarejos banhadas por mar azul-turquesa, estradinhas, e muito glamour. 

Com praias lindas, abundância de frutos do mar no menu, Além disso, a Costa Amalfitana é também a terra do lemoncello, o famoso licor à base de limão siciliano, que é uma delícia!

• Localização

A porta de entrada para a Costa Amalfitana é a cidade de Napoli, na região da Campania. Dessa forma, para chegar em Capri, é preciso pegar um barco ou ferry. Para as outras cidades, o caminho é percorrer a Strada Statale 163 com suas belas paisagens (na alta temporada tem muito trânsito, por isso, então vale a pena usar o ferry para ir de Positano para Amalfi e outras praias).

• Quando ir

Para quem quer curtir as praias e um sossego (relativo!), o melhor período é a partir da metade de maio até meados de junho. Nessa época, faz calor mas não é insuportável. Além disso, não é tão cheio, os preços são um pouco mais em conta e é primavera com as árvores floridas. 

Julho e Agosto são meses de altíssima temporada, com preços e temperaturas nas alturas, além de ser muito cheio. Mas por outro lado, são os meses que o local “ferve” com vários eventos, show e a vida noturna fica agitada. 

O jet-set internacional costumar visitar a região com seus yatchs nessa época. Assim, é ideal para aqueles que vão fazer a viagem em busca de agito. 

O mês de setembro também é uma boa época para visitar a região, uma vez que a temperatura é quente, porém mais agradável, as hordas de turistas já foram embora e o mar está mais quente. 

As cidades:

Positano

A cidade mais famosa da Costa Amalfitana é um vilarejo com apenas uma rua principal, por onde transitam carros. Por outro lado, os outros percursos são exclusivos para pedestres. Com casinhas espalhadas por uma colina, lindamente iluminada à noite, Positano esbanja charme e possui grande oferta de hotéis, bares e restaurantes.

Dica OM: Para ver as melhores vistas, dirija-se do oeste para leste. Entretanto, para ter uma ideia da topografia, desça para o nível do mar. Ali, há moradias com terraços suspensos sobre o oceano, que se desdobra em grutas nos penhascos. Por fim, entre os restaurantes perfeitos para um almoço de peixe, fique com o Lucibella (00 39 089 875032).

Capri

Bem perto de Positano, você pode se programar para passar o dia em Capri. Barcos partem regularmente ligando o vilarejo a ilha. O cenário glamuroso reúne mega iates no mar azul e deslumbrantes aldeias caiadas de branco entre cachos de flores vermelhas. 

Dica OM: Termine o dia com um Campari na Piazzetta (Piazza Umberto I). Além disso, você tem de provar o sorvete de limão de Capri (tem em todos os bares e quiosques). Se quiser uma dica certeira, vá a Gelateria Buonocore. O gelato com waffles dali é famoso e vale a fila de espera. Além disso, Veja mais dicas nos nossos hotspots de Capri .

Ravello

A belíssima Ravello lembra o canários das ilhas gregas, pois está empoleirada de frente paras as águas cintilantes do Golfo de Salerno. Os palácios em ruínas, os jardins fabulosos e a atmosfera gloriosa. Assim, Ravello sempre atraiu artistas, músicos e escritores durante séculos.

Dica OM: Você pode apenas passear pelas ruelas tranquilas. No entanto, vale se programar para visitar os jardins de Villa Rufolo e Villa Cimbrone. Além disso, a magnífica Catedral do século XI. Onde comer em Ravello? Por fim, vá ao Garden Restaurant, considerado um dos locais com a vista mais bonita da cidade (Via Giovanni Boccaccio, 4). Claro, com um suculento menu de frutos do mar. 

Amalfi

A maior atração de Amalfi é uma catedral do século IX. Que foi erguida sob a influência de estilos diferentes como bizantino, barroco e árabe-normando. E, claro, a gruta Esmeralda. É cerca de cinco quilômetros a oeste de Amalfi, com acesso por um elevador que desce para a caverna.

omtrips-of-a-lifetime-costa-amalfitana

Dica OM: A pequena igreja de San Salvatore de Bireto, no alto da Piazza Umberto, foi o local da investidura dos doges (do latim “dux”, significa”chefe”) de Amalfi. A pracinha é um local encantador para um café tranquilo (há vários, basta escolher um), observando as belezas da Costa Amalfitana em volta. 

Praiano

Um par de curvas na estrada a leste de Positano fica a pacata aldeia de Praiano. Uma bela opção para fugir da muvuca de Positano. Ali, a atração maior é a Marina di Praia, uma falésia que se estende à beira mar com ótimos restaurantes com vista para o mar da Costa Amalfitana. 

Dica OM: A praia de Gavitella, acessível através de degraus íngremes de Praiano, é um ótimo local para tomar sol. Para comer, sugerimos a trattoria Da Armandino (84010, Praiano). Que oferece pratos tradicionais de frutos do mar, como anchovas douradas e fritas e rum famoso risotto de limã.  

Vietri Sul Mari

Este vilarejo arenoso é conhecido por suas cerâmicas coloridas, produzidas ali desde o século 15. Amarelo, verde e azul sãs as cores típicas das cerâmicas, que se revelam em detalhes da paisagem. Para admirar a produção das cerâmicas de perto, é possível visitar o Museu da Cerâmica, na Villa Guariglia em Raito. Por fim, para curtir a praia, recomendamos seguir, sentido oeste, até a vila de pescadores de Cetara. Conhecida como “a cidade do atum”, que oferece um vislumbre do que o litoral foi antes da chegada dos turistas na região. 

Dica OM: Há muitas lojinhas na rua principal de Vietri, o melhor lugar para comprar é a Cerâmica Solimene (www.ceramicasolimene.it).

Entre os restaurantes de Catara, tente o Acquapazza (Corso Garibaldi, 36/38). Onde se come um belo atum e além disso, se pode provar o famoso molho de anchovas local.

O que levar para Costa Amalfitana:

Roupa de praia, rasteirinha, tênis confortável, roupas de verão mais arrumadinhas (os italianos gostam de se produzir para sair para jantar. Entretanto, você nunca vai ver pessoas andando de biquíni pela cidade).

Além disso, roupas para entrar nas igrejas (não permitem regatas nem shorts e saias acima do joelho – uma canga ou lenço quebram o galho), muito filtro solar, chapéu, óculos escuros e remedinho contra enjoo para quando for fazer passeio de barco.

Quer mais inspiração de viagem? Quer saber dos eventos mais bacanas que acontecem pelo mundo? 
Siga nosso Instagram e Facebook!

Entre em Contato

Ligue para +55 11 3287 6886 ou deixe sua mensagem