Home » #OMTrips of a Lifetime: Antártica

#OMTrips of a Lifetime: Antártica

ao redor do mundo | fevereiro 2019 |
omtrips-of-a-lifetime-antártica

 

Como visitar o lugar mais inóspito do mundo? Na série #OMTrips of a Lifetime vamos mostrar os destinos e as experiências que deveriam estar em toda lista de desejos. Confira nosso guia de como e quando ir para a Antártica e embarque nessa aventura rumo ao continente gelado.

A Antártica é um destino de extremos: o quinto maior continente do planeta também é o mais frio e seco da Terra. Todavia, é também o continente mais meridional, sobreposta ao “Pólo Sul”. Quase intocado por humanos, conserva paisagens de tirar o fôlego. Quebradas apenas por um punhado de bases científicas e uma população de alguns milhares de cientistas que moram nessas bases. 

Acessível apenas durante poucos meses de verão, uma vez que a Antártica não tem vilarejos (exceto pelas estações de pesquisa científicas). Trata-se de um deserto grandioso, gelado e imprevisível. Com uma rica fauna composta de pinguins, baleias, focas, e as mais diversas aves.

Além disso, o cenário maravilhoso de glaciares e icebergs em uma região protegida e pura é um privilégio para poucos amantes da natureza. 

Para chegar lá, contudo, é preciso ser corajoso. A viagem é de navio, ou de avião e navio. Claro, são navios que fazem o cruzamento marítimo são especializados, como vamos mostrar neste guia de como visitar a Antártica. Inegavelmente, é uma viagem viagem indescritível, repleta de possibilidades, onde você vai ter a oportunidade de visitar o local mais remoto do planeta Terra.

omtrips-of-a-lifetime-antártica

Quando ir para a Antártica

Só é possível ir para a Antártica no verão, de novembro à março. Na mid season, os preços ficam mais caros. Mas compensa, porque é o período em que a vida selvagem fica mais ativa. Veja o que marca cada temporada:

omtrips-of-a-lifetime-antártica

Early season

Muito gelo e namoro de pinguins! Os visitantes dessa época Antártica encontram a Antártica despertando depois de um longo inverno. Icebergs estão no auge de massa, antes de começarem a derreter com o calor. 

Uma vez que o sol começa a surgir, os leões marinhos e focas aproveitam o sol, orcas retornam o para a temporada de caça de verão. Já os pinguins realizam seu ritual de acasalamento e começam a preparar seus ninhos.

Mid season:

Dias mais longos! De dezembro a janeiro, os viajantes podem encontrar dias que parecem durar para sempre, com até 20 horas de luz do sol. 
Logo depois, juntamente com a água salina, o clima começa a derreter e erodir os icebergs, criando “obras de arte”.

Os primeiros filhotes de pinguim começam a aparecer no final de dezembro, ou seja, é uma excelente época para ver os adultos alimentarem seus filhotes, brincando e interagindo entre eles.

Late season:

Vida selvagem marinha e pôr-do-sol espetacular! Da metade de fevereiro ao final da temporada, os dias começam a ficar mais curtos e e cada pôr-do-sol é incrível. Os colônias de pinguins já começam a se esvaziar. Mas a presença de baleias jubarte, minke e orca são mais abundantes nessa época. 

O que levar para a Antártica

Apesar de ser verão, prepare-se para temperaturas abaixo de 0ºC. Vista-se como você se vestiria para esquiar, bem como: uma camada de roupa térmica, fleece, jaqueta de pluma de ganso ou jaqueta sintética com alto poder de reter calor, calças. Tudo isso com jaquetão impermeável por cima. Além disso, recomendamos levar gorro, luvas, óculos de sol, botas impermeáveis até o joelho e com solado aderente.Visto que o frio não é brincadeira.

Além disso, não esquecer câmera fotográfica com zoom poderoso, binóculos, mochila impermeável para as excursões, comprimidos contra o enjoo.

Como ir para a Antártica

Recomendamos os melhores voos e barcos de experição. Vale lembrar, porém, que trata-se de uma viagem de expedição. Portanto, apesar do alto custo das passagens, não espere luxo extremo nem moleza. O destino inclui a navegação na famosa e temida Pasagem de Drake (o trecho de água entre a Terra do Fogo e a Península Antártica) . 

A travessia de dois dias da Passagem de Drake pode ser muito difícil. Mas as condições de navegação normalmente são bastante calmas quando chegam na Antártica. 

Por isso, é muito importante fazer essa viagem com empresas que tenham ótima reputação e membro da IAATO (International Association of Antarctica Tour Operators). Que estabelece diretrizes rígidas para operações seguras e ambientalmente responsáveis.

Nossas preferidas: 

Quark Expeditions

A Quark Expeditions leva você para viver o melhor da Antártica. É a empresa expert nas expedições nos polos Norte e Sul e a que possibilita os viajantes a ficarem o máximo de tempo fora do barco e em contato com o entorno. Sobretudo, os navios da Quark têm toda a exclusividade, conforto, qualidade nas cabines, gastronomia e guias extremante especializados. Que vão te acompanhar nessa aventura para viver uma das melhores viagens da Vida!

omtrips-of-a-lifetime-antártica

A Quark oferece ainda várias atividades para você desfrutar dos encantos desse continente intocado. Em princípio, são elas: caminhadas guiadas, passeios de caiaque, SUP, CrossCountry, acampamentos seguros e quentinhos, jump no mar Antártico, entre outras aventuras. 

Antártica 21

A proposta é de cruzeiros aéreos: fly and sail para ganhar tempo e evitar trecho de mar revolto.  Os cruzeiros tradicionais têm saída pelo Ushuaia e navegam pela Passagem de Drake, que tem o mar revolto e que demora 3 dias (2 na ida e 1 na volta) para atravessar. 

Antartica 21 sai de Punta Arenas. O visitantes dormem a noite lá e no dia seguinte saem cedo, de avião, para a Antártica. O passeio de barco começa em Fry Station, o que faz dele mais rápido e cômodo. Acomodam 70 passageiros cada um com 20 kg de bagagem. Por fim, existem 3 tipos de barco: Ocean Nova, o barco mais simples, em estilo expedição com conforto; Hebridean Sky, um estilo expedição luxuosa, com decoração e mais conforto e luxo. Cabines maiores e restaurante gastronômico; Magellan Explore, com um barco novo super estiloso, sem dúvida o mais luxuoso e moderno. Com a finalidade de promover mais conforto e luxo, o barco ficará pronto em novembro de 2019, com cabines enormes,  janelas panorâmicas e varandas, quartos com até 40m2 (enormes para um barco de expedição) com possibilidade de cabines conjugadas e restaurante aberto. 

Saída

A temporada Antartica 21 vai de dezembro a fevereiro. Atualmente, os 2 barcos em atividade fazem 22 saídas por temporada, mas com a adição do Magellan em 2019 serão 40 saídas. Os guias costumam dar “aulas” sobre o que vai ser ou foi visto. Assim, fale com a Original Miles para organizar uma viagem sob medida, customizada de acordo com seu perfil e o que deseja ver. Vale a pena se programar para essa aventura! 

Antigamente esta praça representava o coração político da cidade. Hoje, contudo, é um lugar bastante frequentado à noite. Especialmente no verão. Cercada por lojas e bares, onde ficavam antigas oficinas e armazéns. Assim sendo é o endereço para quem busca agito em Matera. 

Quer mais inspiração de viagem? Quer saber dos eventos mais bacanas que acontecem pelo mundo? 
Siga nosso Instagram e Facebook!

Entre em Contato

Ligue para +55 11 3287 6886 ou deixe sua mensagem