Home » África | Marrocos

África | Marrocos

Marrocos

 

A lua de mel no Marrocos é memorável. O país oferece panoramas diversificados. Conta com um interior montanhoso acidentado, grandes extensões de deserto e um longo litoral ao longo do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo. A sua história é fascinante e marcada por uma imensa riqueza cultural, resultado de um país governado por uma série de dinastias independentes. A cultura marroquina é uma mistura de árabes, berberes nativos, africano subsaariano e influências europeias.

Rabat, a capital do país, não tem um turismo tão aquecido quanto Marrakesh, a cidade mais famosa e badalada do Marrocos, escolhida pelo célebre estilista Yves Saint Laurent como destino de veraneio. Tânger, Fez, Casablanca e Essaouira são outras cidades igualmente visitadas pelos turistas, seja pelas praias formosas ou pelo comércio abundante, atraente e barato.

Um programa típico em qualquer cidade marroquina é fazer compras nos mercados locais. Pechinchar o valor da mercadoria nos souqs (mercados) é normal e diria até obrigatório, já que os comerciantes normalmente colocam os valores duas vezes acima da média, prontos para negociar o valor final.

A segurança é um quesito conflituoso, mas não é determinante. O Marrocos é um país razoavelmente seguro para o turista. A questão é estar esperto, não se deixar enganar pelos mercadores, que tentam lhe empurrar todo tipo de tranqueiras. Uma dica para as mulheres é evitar roupas que mostrem o corpo e procurar não caminhar sozinhas. A grande maioria dos marroquinos são de religião muçulmana em que a mulher permanece coberta dos pés a cabeça.

Nessa viagem, prepare-se para se deparar com cores fortes nas “medinas”, como são conhecidos os antigos centros cercados de muralhas e forrados de comerciantes, enriquecer o seu conhecimento cultural, apreciar belas paisagens no interior e grandes cidades, e também saborear a culinária local através de grandes experiências gastronômicas.

Por sinal, a gastronomia no Marrocos é outro ponto relevante. Devido as inúmeras influências advindas de culturas diferentes, criou-se uma identidade gastronômica única. As refeições vêm perfumadas com toques de açafrão, curry, limões em conserva e hortelã – além de muitos outros condimentos, sempre envolvendo clássicos como o cuscuz e tajines variados.

Como chegar:

Não há voo direto entre o Brasil e o Marrocos.

As alternativas mais fáceis para se chegar ao país é ir primeiro a um país europeu e dali fazer uma conexão para cidades como Rabat, Marrakesh ou Fez. Royal Air Maroc, Air France, Iberia, KLM, Tap Portugal fazem voos para Marrakesh e Casablanca.

Exemplo com conexão em Portugal:

  • São Paulo (GRU) para Lisboa (LIS) – 9h50m de voo
  • Lisboa (LIS) para Marrakesh (RAK) – 2h05m de voo

Exemplo com conexão em Madrid:

  • São Paulo (GRU) para Madrid (MAD) – 10h10m de voo
  • Madrid (MAD) para Marrakesh (RAK) – 2h05m de voo

Clima

Os meses de julho e agosto podem ser bons para férias na praia, ao longo da costa, mas não visitar zonas no interior do país, pois o calor pode ser sufocante.

Conte com a experiência da Original Miles para te auxiliar na lua de mel dos sonhos!

Nossa sugestão

março, durante a primavera

Quando ir

primavera (março a maio) ou outono (setembro a novembro)
Um país rico em cultura e paisagens impressionantes. No Marrocos você vai viver experiências incomuns e exóticas.
Motivos para você ir
  • paisagens lindas
  •  relax e mordomia
  •  gastronomia excelente
  •  envolver-se culturalmente

Nossa sugestão

março, durante a primavera
Um país rico em cultura e paisagens impressionantes. No Marrocos você vai viver experiências incomuns e exóticas.

Quando ir

primavera (março a maio) ou outono (setembro a novembro)
Um país rico em cultura e paisagens impressionantes. No Marrocos você vai viver experiências incomuns e exóticas.
Motivos para você ir
  • paisagens lindas
  •  relax e mordomia
  •  gastronomia excelente
  •  envolver-se culturalmente

 

A lua de mel no Marrocos é memorável. O país oferece panoramas diversificados. Conta com um interior montanhoso acidentado, grandes extensões de deserto e um longo litoral ao longo do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo. A sua história é fascinante e marcada por uma imensa riqueza cultural, resultado de um país governado por uma série de dinastias independentes. A cultura marroquina é uma mistura de árabes, berberes nativos, africano subsaariano e influências europeias.

Rabat, a capital do país, não tem um turismo tão aquecido quanto Marrakesh, a cidade mais famosa e badalada do Marrocos, escolhida pelo célebre estilista Yves Saint Laurent como destino de veraneio. Tânger, Fez, Casablanca e Essaouira são outras cidades igualmente visitadas pelos turistas, seja pelas praias formosas ou pelo comércio abundante, atraente e barato.

Um programa típico em qualquer cidade marroquina é fazer compras nos mercados locais. Pechinchar o valor da mercadoria nos souqs (mercados) é normal e diria até obrigatório, já que os comerciantes normalmente colocam os valores duas vezes acima da média, prontos para negociar o valor final.

A segurança é um quesito conflituoso, mas não é determinante. O Marrocos é um país razoavelmente seguro para o turista. A questão é estar esperto, não se deixar enganar pelos mercadores, que tentam lhe empurrar todo tipo de tranqueiras. Uma dica para as mulheres é evitar roupas que mostrem o corpo e procurar não caminhar sozinhas. A grande maioria dos marroquinos são de religião muçulmana em que a mulher permanece coberta dos pés a cabeça.

Nessa viagem, prepare-se para se deparar com cores fortes nas “medinas”, como são conhecidos os antigos centros cercados de muralhas e forrados de comerciantes, enriquecer o seu conhecimento cultural, apreciar belas paisagens no interior e grandes cidades, e também saborear a culinária local através de grandes experiências gastronômicas.

Por sinal, a gastronomia no Marrocos é outro ponto relevante. Devido as inúmeras influências advindas de culturas diferentes, criou-se uma identidade gastronômica única. As refeições vêm perfumadas com toques de açafrão, curry, limões em conserva e hortelã – além de muitos outros condimentos, sempre envolvendo clássicos como o cuscuz e tajines variados.

Como chegar:

Não há voo direto entre o Brasil e o Marrocos.

As alternativas mais fáceis para se chegar ao país é ir primeiro a um país europeu e dali fazer uma conexão para cidades como Rabat, Marrakesh ou Fez. Royal Air Maroc, Air France, Iberia, KLM, Tap Portugal fazem voos para Marrakesh e Casablanca.

Exemplo com conexão em Portugal:

  • São Paulo (GRU) para Lisboa (LIS) – 9h50m de voo
  • Lisboa (LIS) para Marrakesh (RAK) – 2h05m de voo

Exemplo com conexão em Madrid:

  • São Paulo (GRU) para Madrid (MAD) – 10h10m de voo
  • Madrid (MAD) para Marrakesh (RAK) – 2h05m de voo

Clima

Os meses de julho e agosto podem ser bons para férias na praia, ao longo da costa, mas não visitar zonas no interior do país, pois o calor pode ser sufocante.

Conte com a experiência da Original Miles para te auxiliar na lua de mel dos sonhos!

Entre em Contato

Ligue para +55 11 3287 6886 ou deixe sua mensagem