Home » O que você precisa saber antes de ir para Coréia

O que você precisa saber antes de ir para Coréia

Coreia | junho 2016 |

Alguns (poucos) amigos se arriscaram em ir conhecer a Coreia. Normalmente são aqueles que vão passar um tempo na Ásia e tiram uns dias para passar por lá, ou aqueles que precisam fazer uma escala para ir à um destino final. Mas, sempre existe aquele UM amigo que vai até o outro lado do mundo só para conhecer a Coréia.

Bom, seja qual seu motivo de ida caro amigo, aqui te conto um pouquinho sobre o que você precisa saber antes de ir a Coréia! <3

VISTO

Considerando que o seu passaporte seja brasileiro e você vá à turismo, não é necessário visto (permanência de até 90 dias).

Você pode conseguir mais informações no consulado! Mas, infelizmente, tenho que alertá-los que o atendimento (pelo menos na sede de são Paulo) não é dos melhores. Eu mesma tive diversos problemas como falta de informações, problema de comunicação (alguns funcionários não falam bem português) e falta de “simpatia” de alguns. Mas não desista!

*mais informações: http://bra-saopaulo.mofa.go.kr/worldlanguage/america/bra-saopaulo/visa/issuance/index.jsp

MOEDA

A moeda é o won sul-coreano (KRW). A troca mais fácil de moedas é por dólares! Mas alguns lugares também aceitam euros (EUR),  yen (JPY) e yuan (CNY).

*atenção: No aeroporto as taxas para o câmbio são mais altas, então o ideal é você deixar para trocar o dinheiro no centro mesmo. Minha sugestão é que você troque um pouco no aeroporto, para o táxi, ônibus ou comprar alguma coisinha para comer na hora e o restante depois.

LÍNGUA

A língua falada é o coreano, e bom, não é uma das línguas mais fáceis do mundo.

Mas a minha dica é que você aprenda algumas pequenas palavrinhas antes de ir, como:

  • olá: Annyeonghaseyo!
  • com licença: Sillyehamnida
  • obrigada: Gamsahamnida
  • desculpe: Joesonghamnida

*atenção: existem duas formas de se falar na Coreia, a a formal e informal. Todas as palavras acima estão na forma formal.

INGLÊS

A grande dúvida é, mas lá as pessoas falam inglês ou não?

Considerando os pontos turísticos de Seul quase sempre há pessoas que falam sim, e bem. Alguns casos até tem:

  1. Centros de informação à turistas com mapas e pessoas que falam algumas línguas como inglês, japonês e chinês.
  2. “Guias a la Disney” que ficam caminhando (normalmente com blusas e chapéus de cores chamativas, como vermelho) e carregam mapinhas e tem bottons de países mostrando quais línguas falam.

Mas em situações do cotidiano, como na fila do metro, no supermercado ou mesmo pedindo um café, é um pouco mais difícil conseguir se comunicar em inglês.

Então, o que pode acontecer, caso você peça informação para alguém em inglês:

  1. Ser ignorado – Alguns coreanos acreditam que lidar (ajudar) com um gringo pode levar um pouco de tempo e por estarem muito ocupados para falarem com você e passam reto – infelizmente acontece.
  1. Ser ignorado mais uma vez – muitos apesar de entenderem, são tímidos na hora de falar outra, então até te evitam porque preferem não interagir! Sim, ao contrário dos brasileiros, eles são muito mais tímidos/reservados.
  1. Ser ajudado por gestos – alguns adoram gringos e vão te ajudar, mesmo falando mal. Seja até por gestos!
  1. Ser surpreendido por um inglês perfeito – os coreanos sabendo da importância do inglês, quando tem oportunidade mandam seus filhos para intercâmbios ou até escola bilingues. Então você pode ter a sorte de encontrar alguém com um inglês até melhor que o seu! J
  1. Ser ajudado por outro gringo – Algum gringo irá te ver e se simpatizar com a situação e te ajudar. (Isso aconteceu comigo diversas versas. Tanto eu recebendo ajuda como ajudando outros).

Em geral as pessoas mais jovens (universitários, jovens adultos) são os que mais entendem inglês. Então a minha dica é sempre que pedir informação, pedir para eles! E fale um pouco mais devagar. J

E mais uma coisa importante! Os coreanos levam muito susto (haha)! Então não chegue devagarzinho por trás de alguém e ainda por cima tocar na pessoa (ainda mais se for mulher)!

*obs: existem alguns bairros em seul (itaewon e hongdae) que são conhecidos pelo número de estrangeiros na região. Então lá com certeza você conseguirá se comunica melhor.

*obs2: quanto mais a cidade é no interior, mais difícil se comunicar em outras línguas.

SEGURANÇA

Considerando o Brasil, principalmente cidades grandes como São Paulo, a Coreia em geral é muito mais segura. Lembro de meus amigos coreanos não entenderem porque eu levava minha bolsa para todos os lugares, inclusive no banheiro. Você poderá ver eles deixando bolsas na cadeira/mesa enquanto vão ao banheiro ou até pegar uma comida no balcão sem nenhum problema. Mas claro, existem pessoas boas e ruins em todos os lugares! Então nunca deixe de ficar atento!

PESSOAS / SIMPÁTICAS

Pessoas mais solícitas e simpáticas que brasileiros, não existem, não é a toa que amo o Brasil. O mais perto que conheci de pessoas incríveis como brasileiros foi em Taiwan (mas isso é assunto para outro post).

Sendo sincera, coreanos são meio 8 ou 80. Alguns tratam gringos como todo o carinho e atenção do mundo. Outros porém, até uma diferença cultural, acreditam que muitos gringos são mal educados e barulhentos. (Existem até casos considerados como xenófobos como bares que não aceitam gringos, por exemplo).

Tente pesquisar um pouco sobre a cultura do país. Muitas coisas consideradas “normais” aqui, podem ser consideradas mal educadas/rudes por lá.

Exemplos básicos:

  • não vá de cara encostando nas pessoas, os coreanos são mais reservados
  • em baladas, não aborde meninas de forma agressiva e não tente encostar nelas logo no começo (sei que parece óbvio e é o mínimo esperado de um homem em qualquer lugar do mundo, mas vale sempre relembrar)
  • não faça muito barulho em lugares públicos (restaurantes, metro, ônibus)
  • caso esteja com seu parceiro/parceira não mostre tanta afeições em lugares públicos (não é tão comum encontrar casais aos beijos nas ruas)

Eu pessoalmente conheci pessoas incríveis que vou levar para vida. Mas também me deparei com pessoas horríveis que passavam reto sem dó por mim.

Vamos torcer que você, se for para lá, encontre pessoas que sejam simpáticas e te ajudem, afinal, o mundo precisa de mais pessoas assim <3.

TRANSPORTE

Você pode se locomover de várias formas em Seul. O transporte público é ótimo, até que muitas pessoas não tem carro!

TÁXI: Não é tão caro como cidades grandes como São Paulo, Nova York e até Tóquio. Caso vocês estejam em 3 pessoas é vantajoso, saindo às vezes até mais barato que o metrô. Mas atenção, como qualquer cidade grande existem horários de picos com MUITO TRÂNSITO.

Existem basicamente dois tipos de taxis:

  • laranjas/cinzas : são os taxis comuns. Infelizmente, quase nenhum fala inglês. Mas tem a opção de vocês pedir um serviço de tradução por telefone. Sugiro fortemente que você tenha escrito os endereços que você vai, assim nem precisa de muita comunicação J

Eu sempre deixo os prints dos endereços/mapas salvos no meu celular!

  • pretos: são mais caros, pois são considerados como “executivos”.

Carros normalmente mais modernos e motoristas mais arrumados e “educados” (a la daqueles que abrem a porta para você entrar). Alguns falam inglês.

*curiosidade: as portas dos passageiros do lado esquerdo muitas vezes não abrem, são travadas. Isso para evitar acidentes!

Ônibus: Nos principais pontos da cidade, existem totens com os horários que os ônibus chegam e olha, garanto que são bem pontuais! Mas sendo bem sincera, não sei se esse é o melhor transporte para alguém que não fale coreano. Muitas estações e até o “anúncio” da estação feito dentro do ônibus é apenas em coreano. Por isso, se você está com pressa e não tem muita certeza de qual ponto subir/descer, sugiro não pegá-lo! 

Metrô:  De longe é o meu transporte preferido!

  1. Não dá enjoos, ônibus em geral são terríveis para mim.
  2. Ele vai para todos os lugares, sério. São diversas linhas mega extensas.

III. Para aqueles que não falam coreano, há bastante informação em inglês desde sinais de saídas, entradas e até os nomes das estação em alfabeto romano.

Quanto ao preço, ele varia para onde você vai. Existe uma taxa mínima que é paga para lugares mais perto e lugares mais distantes você paga alguns centavos a mais.

E você pode comprar o seu “passe” de duas formas:

  1. Totens na estação de metrô: (existe opção em inglês) você informa qual estação irá e aparece o preço automaticamente
  2. “T-money” que é basicamente um bilhete único.

Ele é ótimo porque não precisava ficar comprando toda a hora no totem e ele já desconta automaticamente o valor certo da sua corrida (ao contrário de sp, você precisa passar o cartão quando entra e sai da estação, sabendo qual o valor que deve ser descontado do cartão).

Você pode comprar e carregar seu T-money em qualquer loja de conveniência.

Ps: vc também pode usá-lo em ônibus e alguns taxis.

COMIDA

Em questão de custo, dá para comer bem com uns 7 dólares (infelizmente o Brasil não está contribuindo muito, mas mesmo assim é acessível). Carne vermelha em geral é mais caro, então se você tiver que economizar, opte por frango ou carne de porco!

Em geral a comida coreana é apimentada e existem poucas versões vegetarianas/veganas. Digo isso, porque apesar de ter opções de legumes, vegetais e sopas “vegetarianas”, muitas vezes elas tem pedacinhos de carnes/peixe/ovo misturadas ou as sopas tem seus caldos preparados com alguma carne, então fique atento! (você tem mais informações sobre comidas em outros posts meus J)

Além disso, existe o famoso “service” (palavra em inglês, mas pronunciado com sotaque coreano) principalmente em serviços que envolvem comida. Basicamente, pode se traduzir como um produto/prato extra, um agrado. Exemplo: você vai em um restaurante e pede

diversos pratos e como “service” ganha uma bebida gratuitamente. Normalmente isso acontece quando você compra muitas coisas ou é um cliente fiel do local!

Quanto a taxa de serviço, não se preocupe que não existe na Coreia! Em alguns casos é até considerado rude deixar uma “caixinha”.

HOSPEDAGEM

Como sempre, depende muito do que você está querendo fazer pela cidade e quanto está disposto a pagar!

Existem todas as opções por Seul, desde hostels até hotéis luxuosos!

Mas eu sempre escolho considerando a localização. Para mim é ótimo estar perto dos lugares que quero visitar otimizando o tempo!

Assim, se quero fazer compras, ficaria perto de myongdong ou se quero um lugar mais jovem, com baladas, bares (diria até que um meio brooklyn) ficaria em hongdae!

BANHEIRO

Em alguns lugares existe a opção do “banheiro oriental tradicional”. Ou seja, não há um assento, a privada é basicamente uma porcelana diretamente no chão, quase um “buraco”. Para nós que não estamos habituados pode ser bem desconfortável o uso! Mas não se desespere, é mais normal achar as privadas “modernas” do que as “antigas, tradicionais”.

CALÇADOS/MEIAS

Em muitos lugares como restaurantes, casa de pessoas, karaokê, é necessário tirar os sapatos.

Por isso, evite calçados mega complicados com mil fechos, cadarços de não sei quantos metros e sempre ande com uma meiga apresentável <3

VOLTAGEM

A voltagem da Coreia é 220v!! 

Boa viagem!! <3

 

Para mais dicas sobre o Coréia clique aqui!

Entre em Contato

Ligue para +55 11 3287 6886 ou deixe sua mensagem