GO UP

Hotel Berns, o mais cool de Estocolmo

Quando for a Estocolmo, você precisa se hospedar no Hotel Berns, um elegante design-hotel, localizado bem no coração da cidade de Estocolmo.

Fundado num prédio estilo “Belle Époque” do século passado, o Hotel Berns combina história com decoração contemporânea. Embora o seu exterior tenha ares art-decô, com estátuas antigas e pilares, no interior o ambiente é bastante intimista e moderno.

fachada hotel

A entrada do hotel é discreta, fica na ruazinha que desemboca no Berzelli Park. A recepção é pequena e conta com um balcão de mármore onde fica apenas um concierge por vez. Nada de ostentação. E ninguém para carregar sua mala, viu? Na Europa, aliás, esse serviço é cada vez mais raro.

Cada quarto do hotel é decorado de um jeito e a maioria tem sua própria varanda. Os objetos de arte contemporânea são principalmente de design escandinavo e estão todos à venda. Os quartos não são grandes, mas são muito confortáveis. O piso dos banheiros é aquecido e a cama é daquelas que te abraça.

quarto1

quarto 2

Detalhe: todos os quartos oferecem dock para iPod e internet wireless gratuita.

Detalhe muito importante: quando estive lá, em maio, só escurecia depois da 1 da madrugada, então pude confirmar que os black-outs dos quartos realmente funcionam.

Detalhe pouco importante: O Hotel conta com uma academia de ginástica bem equipada, mas o legal é correr pelas ruas e mais de 50 pontes espalhadas pela cidade.

O Berns também tem 2 restaurantes:

O Berns Bistro & Bar que é um bistrozinho francês e o Berns Asiatiska: o primeiro restaurante chinês da Suécia, com pratos de todos os cantos da Ásia.

O Berns Asiatiska fica num salão maravilhoso com decoração requintada, confortáveis cadeiras forradas de veludo, lustres de cristal, lindos vitrais e paredes de espelho.

Um dos melhores cafés da manhã de hotel que eu já experimentei. Juro! Não só pelo suntuoso ambiente, mas também pelas delícias: bisnagas de caviar, ovas de salmão, salmão marinado, salmão fresco, salmão de tudo que é jeito. O melhor do mundo.

salao top do cafe

cafe da manha e jornal sueco

Além de pães e cereais tão lindos que dá dó de comer. Aliás, os países nórdicos são craques na produção de pães e manteigas.

doces do cafe

paes suecos

No mezanino desse salão tem uma varanda linda, rodeada por janelas com vista para o Berzelli Park. De quinta-feira em diante, a partir das 17hs (madrugada adentro) o terraço é invadido por uma legião de hipsters, fashionistas e yuppies que criam uma atmosfera animada de confraternização e drinks. Não dá vontade de sair daquela varanda. Se você não prestar atenção, vai acabar ficando por lá e esticando a noite na famosa boate que, de vez em quando, também abriga shows e eventos como a Fashion Week.

varanda animada no happy hour

 

Só para os hóspedes:

  • O hotel reserva um segredo exclusivo para os hóspedes: o Berns Hotel Cocktail Club, um terraço ao ar livre com uma vista deslumbrante da cidade, que serve drinks e aperitivos.
  • Para os baladeiros de plantão: hóspedes recebem no check in uma pulseirinha VIP que garante acesso a 5 diferentes clubs da cidade: Hell’s Kitchen, Sturecompagniet, Ambassadeur, White room e Spybar.
Serviço: Berns Hotel: Berzelli Park, Post Box 16340, 10327 – Stockholm
Email: info@berns.se

Dica: São apenas 82 quartos. Por isso, se você for a Estocolmo entre primavera e verão, reserve com antecedência.

 

As experiências mais memoráveis das viagens acontecem quando desviamos do roteiro tradicional, deixamos o guia de lado e nos permitimos respirar a atmosfera local, observando o ritmo e as pessoas, e experimentando, sem rumo, esquinas, vielas, cafés, bookshops, parques... Podemos dizer que realmente conhecemos um lugar quando aprendemos a sua história, sua vocação natural, sua cultura, suas tradições e seu povo. É por isso que em minhas viagens faço questão de enxergar as cidades sob a perspectiva de um cidadão local. Essa tática amplia meus horizontes e quebra meus paradigmas. Essa coluna tem o objetivo de estimular a sua vontade de desbravar destinos, através de novos ângulos, fugindo do conceito padrão de turismo.