Home » Carol Pinheiro conta tudo sobre Berlim

Carol Pinheiro conta tudo sobre Berlim

Alemanha | abril 2015 |

Berlim é perfeita para se morar segundo Carol Pinheiro

Em entrevista Carol Pinheiro conta tudo sobre Berlim 2

Carol Pinheiro conta tudo sobre Berlim

Alemanha | abril 2015 |

Berlim é perfeita para se morar segundo Carol Pinheiro

A Carol Pinheiro passou seis meses em Berlim, na Alemanha. Carol contou para a gente tudo sobre Berlim e sua experiência – o motivo por que escolheu a cidade para morar, os melhores programas e restaurantes e a propaganda foi tanta, que com certeza Berlim merece uma visita!

Original Miles – Para começar, queremos saber como foi a experiência do seu intercâmbio em Berlim?

Carol Pinheiro: Foi um sonho. Tranquei seis meses da faculdade e fui morar na casa de uma amiga lá, com quem eu já tinha morado junto, aos 15 anos, no Canadá. Berlim é perfeita para se morar. Completa, segura, e em pleno funcionamento, é um polo cultural e social que atrai gente interessante do mundo inteiro.

O.M. – Onde morava? Que região você recomenda para uma pessoa que não conhece bem a cidade se hospedar? O que mais gosta de lá?

C.P. – Eu morava em Shoneberg, que é uma área bem residencial. As coisas são bem espalhadas em Berlim, mas isso não é um grande problema, uma vez que o transporte funciona super bem e, quando não está nevando muito, dá pra fazer tudo de bike. A cidade é plana, parece uma ciclovia. Recomendo o Mitte e Prenzlaueberg para quem está visitando, porque são mais centrais, perto dos pontos turísticos; e Prenzlauerberg é bem descolado, semelhante à nossa Vila Madalena.

O.M. – Foi a primeira vez que esteve lá? Se sim, qual a primeira impressão? Se não, o que te fez escolher o destino?

C.P. – Não, foi minha segunda visita. Um ano antes, fiz um mochilão e, das cidades que visitei, decidi que queria passar um tempo em Berlim e Paris. Paris porque queria melhorar o francês, e Berlin pelo lugar e pelas pessoas. Amei a vibe da cidade e já tinha amigos lá, então já me senti em casa logo de cara. Acho que isso ajudou muito na minha primeira impressão.

O.M. – Sempre tem aquele momento inesquecível dessa experiência. Qual foi o seu?

C.P. – Olha, eu poderia inventar um momento mais glamouroso, mas, sendo sincera: foi um dia em que eu estava voltando de ônibus para casa! (risos) Simples assim. Acho que resume bem a vida em Berlim: simples e completa. Eu lembro de ter me sentido muito feliz apenas por poder usufruir do transporte público de qualidade e da segurança, sem medo. Naquele momento pensei: isso sim é liberdade. Nada é mais gostoso do que se sentir assim, tão livre. Eu voltava da balada assim, ou a pé mesmo!

O.M. –  E algo absolutamente imperdível?

C.P. – Todo domingo, o karaokê do Mauer Park. Esse parque é o máximo, cheio de hippies, e domingo tem uma feira sensacional de antiguidades e comidas top! E lá tem uma arena gigante, onde ficam umas 1000 pessoas sentadas, para ver shows de pessoas anônimas, tipo eu e você! Imagina? Você escolhe a música e dá um super show! (Risos) A energia do lugar é o máximo!

O.M. – Restaurantes: queremos saber todos e os melhores pratos para ninguém cair em roubada!!!

C.P. – Tenho dois preferidos: um vietnamita, que chama Monsieur Vong Imperdível. Barato, apimentado e delicioso. Aliás, melhor do que todos em que comi no Vietnã! E o outro nem chega a ser um restaurante. É um imbiss de kebab. Mas é o kebab. Chama Mustafa’s e fica na estação Mehringdamm. Sempre tem fila. Mesmo na neve. Mesmo de madrugada. É bom mesmo!

O.M. – E por último, o que diria aos leitores Original Miles que estão pensando em ir para lá?

C.P. – Vocês estão certos. Parem de pensar: vão!