GO UP

Dias de sol no Chinagarten

Um simples passeio pelas margens do lago de Zurique num dia de verão faz você perceber como o humor da cidade se modifica. Tudo parece mais alegre e mais vivo.

foto 5

Enquanto o inverno não chega, as pessoas aproveitam até o ultimo raio de sol para fazer atividades ao ar livre e as opções de passeios nos parques é o que não falta em Zurique, um show de lugares legais.

Na minha ultima viagem explorei os arredores do Chinagarten .

O Jardim chinês fica num dos quarteirões mais nobres da cidade o Seefeld, localizado na beira do see, ou seja, do lago no distrito 8 de Zurique.

foto 7

É um dos maiores parques verdes da cidade e, mesmo sendo enorme, no verão fica tão lotado que parece pequeno. E justamente por ser grande e espaçoso festeja os usuários com uma brisa maravilhosa. É a principal escolha de quem procura um local para jogar bola ou fazer um pic nic.

É super comum também, encontrar pessoas em traje de banho tomando sol na grama, dando um mergulho no lago de águas limpinhas (e geladas) ou fazendo um churrasquinho com o grill… Uma versão organizada de “farofa” já que se você não tiver um disponível o parque oferece vários spots com grill à disposição, só chegar e usar.

Uma dica pra quem quer relaxar e fazer uma refeição no parque mas não é chegado no esquema “pic nic” é o Restaurante Kiosk Am See

foto 4

0J6A5034

0J6A5012

O lugar é uma graça e podemos encontrar uma boa opção de pratos e drinks no menu, além claro do imperdível Servelat, a típica salsicha Suiça feita no gril l !

foto 2

A parte tipicamente Chinesa que da nome ao parque fica na altura do Zürichhorn, faz parte do grupo de “jardins do templo” e é considerado um dos de nível mais elevado fora da China. Para visitar esta parte do parque é necessário pagar um ingresso que vai de 1 a 5 FR.

the-chinese-garden-zurich

 

Serviços: 
Chinagarten: Bellerivestrasse, 138

Nascida em SP é a única brasileira de uma família de italianos. Formada em Propaganda e MKT na Faap decidiu em 2006 fazer uma especialização em fashion marketing em Firenze no Polimoda, mas a viagem que deveria durar 1 ano se esticou.. após o curso começou a trabalhar para a Ferragamo, emendou com outra proposta da Gucci, mudou com o time criativo para a sede de Roma, cidade do seu pai, e vive lá até hoje! Apesar de trabalhar com moda sua grande paixão é viajar e conhecer novos lugares. Por sorte, sua profissão e vida pessoal não a fazem ficar parada. Na sua coluna “La Dolce Vita” divide dicas e curiosidades para aproveitar o melhor das cidades que mais frequenta como Roma, Firenze, Milão, Zurich e de todos os novos lugares que puder explorar!

Leave a Reply