GO UP

Casas com curadoria em Paraty

Refúgios exclusivos, em lugares pé na areia ou no Centro Histórico

Muita gente me escreve, pedindo sugestões de onde ficar em Paraty, especialmente em períodos de férias e eventos como a Flip, a festa literária que toma conta da cidade nos meses de julho (de 29 de junho a 3 de julho, neste ano). Como frequento a cidade há mais de duas décadas, coleciono dicas para todos os bolsos e gostos –do hotel mais estrelado ao quiosque de praia onde se come o melhor camarão casadinho (já recomendado aqui, em Os Cinco Sentidos). Hoje, vou contar sobre uma novidade ligada ao mercado de luxo: a Paraty Living, empresa que oferece um conceito de hospedagem com foco na exclusividade e no serviço customizado. Ou seja, casas de sonho, com todos os mimos, passeios e mordomias que alguém pode desejar –e eles puderem atender.

onde ficar em Paraty-3

Da curadoria da casa, seja numa praia para chamar de sua ou em um charmoso imóvel do Centro Histórico, a Paraty Living cuida de cada detalhe: pode providenciar o traslado de barco até o refúgio, contratar um chef para os dias de estadia, organizar passeios marítimos, trilhas que levam a cachoeiras e praias, eventos petit comité etc. Na Ilha do Araújo, um dos lugares abençoados da baía de Paraty, a Villa Araújo reúne três casas (somando seis suítes), com amplas varandas e decks, muito verde em volta e azul no horizonte, a poucos metros do mar. Muito isolado? Que nada. Para quem quer sossego com vista para o mar, basta ficar por ali mesmo. Mas o Centro Histórico está a 20 minutos de lancha. Você pode jantar na cidade e voltar para contar as estrelas no seu píer particular.

Na Casa Paraty, no Centro, o destaque é uma linda piscina redonda, emoldurada por um jardim tropical, e a cozinha super equipada, para preparar aquelas moquecas e frutos do mar, quem sabe escolhendo os ingredientes pessoalmente, na peixaria local, a poucos passos dali? A hospedagem em um casarão como esse permite desfrutar da arquitetura colonial (com todos os confortos da modernidade), e ao mesmo tempo sentir o pulso da cidade histórica, onde o tempo corre mais lento, equilibrando-se pelas ruas de pedra, entre cachos de primaveras e hibiscos caindo pelos muros, como se caminhasse por um set de cinema.

onde ficar em Paraty-2

** A Paraty Living é uma filial da empresa Tremblant Living, da região canadense de Mont-Tremblant, principal resort de esqui da costa leste da América do Norte, que lidera o mercado de locação de luxo na região. Em Paraty, tem em seu portfólio oito casas disponíveis, com diárias entre R$ 1.450 e R$ 10.000, lembrando que são residências de 3 a 6 quartos.

Vá lá:
www.paratyliving.com.br
Confira aqui a programação da Flip 2016: www.flip.org.br

Curta @oscincosentidos no Instagram

Uma caçadora de histórias e maravilhas. Jornalista, escritora, cantora, viajante, cozinheira , aprendiz de dança, sempre em busca da próxima descoberta que desperte os cinco sentidos: o sabor de um novo prato, drink ou vinho (paladar), uma massagem, mergulho ou algo assim relaxante (tato), uma terapia com óleos aromáticos, chás com especiarias ou aquele perfume inédito (olfato), o pôr do sol visto de um rooftop ou as vistas mais incríveis para o mar e as montanhas (visão), e ainda um concerto, show, som ou simplesmente o barulho das ondas, do vento ou dos pássaros (audição). Rosane Queiroz foi editora da revista Marie Claire e da revista de bordo da GOL. Escreve sobre comportamento, gastronomia, sustentabilidade, viagem e lifestyle em publicações como Viagem e Turismo, Vida Simples, Folha de São Paulo, entre outras, além de atuar em produção de conteúdo de texto para livros. É autora de "Musas e Músicas –A mulher por trás da canção" (ed. Tinta Negra), livro reportagem em que conta quem são as musas inspiradoras de canções da MPB com nomes femininos. Na coluna Os Cinco Sentidos, compartilha experiências colhidas em suas andanças e viagens, com os cinco sentidos bem abertos. Mantém o Instagram @oscincosentidos.

Leave a Reply