Home » Banana Bamboo Ecolodge – Refúgio sustentável em Ubatuba

Banana Bamboo Ecolodge – Refúgio sustentável em Ubatuba

Brasil | fevereiro 2020 |

A meio caminho entre Ubatuba e Paraty, o Banana Bamboo Ecolodge é um refúgio sustentável para curtir o mar, a mata e as maravilhas da ecogastronomia

Aos pés da Serra do Mar, o Banana Bamboo Ecolodge é o refúgio perfeito para quem quer sentir o silêncio da mata, pegar uma praia e comer aquela comidinha natural e saudável. Quem pratica meditação e ioga encontra ali também uma estrutura sob medida, com sala para prática e um spa com camas branquinhas para massagens relaxantes. 

Tudo isso a dois quilômetros da Rodovia Rio-Santos, no sertão de Ubatumirim, em um cenário cercado por um imenso bananal e muitos bambuzais. Daí o nome do hotel, totalmente concebido dentro dos princípios da bioarquitetura, aproveitando ao máximo a ventilação e a luz natural. São apenas 10 amplas suítes com rede na varanda, conectadas às outras áreas do hotel por uma passarela cercada de folhas e flores exóticas, com destaque para a banana cor-de-rosa e o bastão do imperador, uma flor graúda e selvagem, e, geral vermelha ou salmão, que lembra um bastão. 

Geléia de jaca

A ecogastronomia, ou gastronomia sustentável, é um dos pontos altos do Banana Bamboo. A começar pelo café-da-manhã, em que você percebe a presença dos ingredientes colhidos na agrofloresta do entorno. Tem suco de Jussara (açaí), geléia de jaca, geléia de pimenta cambuci, e pães preparados com capricho na cozinha do hotel. O cenário do salão do restaurante, com imensos lustres de palha também é inspirador. 

A novidade mais recente do Banana Bamboo é o menu do Bistrô, com foco cada vez afinado com a ecogastronomia. 

Entre os ingredientes mais utilizados, típicos da Mata Atlântica, estão a banana, a pupunha, o cambuci, o fruto da juçara e o cacau. Com eles são produzidas moqueca de pupunha, pães de juçara, cookies de cacau nibs e inúmeras sobremesas como o sorvete de banana com calda de Cambuci.

Não deixe de provar as lindas saladas com pancs –as plantas alimentícias não convencionais. Na noite em que jantamos no hotel, tinha “peixinho à milanesa”. Mas, nesse caso, peixinho é o nome de uma folha que, quando empanada e frita, juro, tem gosto de peixe! 

As pancs estão presentes também em outra novidade do verão 2020: uma nova carta de drinks, criada por Caio Bonneau que combina os frutos da Mata Atlântica com as pancs do jardim!

Pequenos eventos

De manhã, é gostoso sair caminhando pelo bambuzal do hotel, curtindo o canto dos pássaros e os cantos com almofadas, perfeitas para meditar. A sala de ioga é linda e bastante procurada para retiros de ioga. O Banana Bamboo também é um achado para quem busca um espaço para encontros corporativos petit comité, sem o esquemão dos auditórios impessoais. Ali, tudo é pensado para conectar as pessoas e a natureza, de maneira única. 

Vale mencionar que o lodge integra a seleta coleção da Sul Hotels, selo que reúne alguns dos melhores hotéis da América Latina.

Na área da piscina – uma “biopiscina”, pois utiliza sistemas biológicos para tratar a água (nada de cloro) – há ainda uma sauna super gostosa e uma banheira de hidromassagem disputada no final da tarde. Mas como o hotel tem poucos quartos, dá para aproveitar todos os espaços na volta da praia. Afinal, o mar convida a um mergulho e as areias de Itamambuca –destino de surfistas – fica a 20 minutos do hotel. Ou seja, o melhor dos mundos em um refúgio sustentável em Ubatuba. 

siga @oscincosentidos

Entre em Contato

Ligue para +55 11 3287 6886 ou deixe sua mensagem