Home » Anantara SPA (Hotel Tivoli Mofarrej)

Anantara SPA (Hotel Tivoli Mofarrej)

Brasil | julho 2017 |
anantara spa

Eu, louca por massagem, sempre ouvi ótimas críticas do Tivoli, mas nunca tive a chance de ir. Mas, felizmente, esse cenário mudou quando ganhei uma massagem de aniversário <3

anantara spa

AGENDAMENTO:

É importante que seja feito o agendamento da massagem com antecedência. Principalmente se você tem preferência para fazer o procedimento com uma massagista específica.

ESTACIONAMENTO:

Por ficar em uma região nobre de São Paulo, os estacionamentos ao redor do hotel não são baratos, por volta de R$ 25,00 a diária.  Caso você opte por deixar o carro no próprio hotel, o valor para até 3 horas é de R$ 22,00 e a hora adicional é de R$ 8,00.

HOTEL/ RECEPÇÃO DO SPA:

Chegando no hotel informei que iria para o SPA Anantara e prontamente me instruíram a seguir para o 4° andar.

Depois de subir em um elevador bastante tecnológico – que tem de um lado os tradicionais botões e em outro uma tela touch screen para escolher o andar – cheguei ao tão esperado SPA.

A decoração do local é acolhedora, um ambiente mais escuro com cadeiras cheias de almofadas e diversos elementos que remetem à massagem.

Fui recepcionada com uma toalhinha quente e úmida para limpar as mãos e um chá quente bem gostoso. Depois me entregaram o cardápio de massagens para escolher qual procedimento gostaria de fazer (meu vale-presente dava o direito a escolher entre 5 massagens diferentes).  Nesse meio tempo, também fui convidada a tirar os tênis, devidamente guardados em uma cestinha, que foram substituídos por pantufas fornecidas pelo SPA.

Não demorou para muito para a massagista, Patty, chegar e me mostrar o caminho para o quarto.

A MASSAGISTA:

Quando fiz o agendamento perguntei se haviam massagistas tailandesas. Gentilmente me explicaram que eles possuíam 2 funcionárias tailandesas e algumas brasileiras, mas que todas haviam sido treinadas por um mesmo profissional e que eram igualmente qualificadas.

Mantive a minha escolha de seguir com uma massagista tailandesa e perguntei entre as duas disponíveis qual fazia mais forte e me indicaram a Patty.

Patty, apelido carinhoso pois seu nome tailandês tem um som similar, não falava português. Mas falava o básico em inglês e conseguia me dar instruções do que fazer. Algumas vezes, por ter um sotaque carregado, tive que pedir para ela repetir, mas de forma amável ela me respondia com um sorriso no rosto!

A SALA DE MASSAGEM:

A Patty me encaminhou para a sala e a primeira impressão foi ótima. Basicamente ela era composta por:

¬    duas macas

¬    duas cadeiras para escalda pés

¬    banheira de hidromassagem

¬    banheiro com ducha  e cofre

¬    também são disponibilizados: roupão, peça íntima descartável para ser usada na massagem (cueca/calcinha), toalhas, shampoo, condicionador, sabonete e secador de cabelo.

* O SPA possuiu salas individuais e duplas, eu, mesmo sozinha, acabei ficando em uma sala dupla.

A MASSAGEM:

Optei por uma massagem um pouco mais forte do que as tradicionais.

Samba 90 minutos: “Incorpora o trabalho em pontos de pressão ao longo do corpo, utilizando a palma da mão e a pressão do cotovelo para estimular a circulação sanguínea, aliviar a tensão muscular e melhorar os níveis de energia do corpo.”

Depois de me trocar e deixar todas as minhas coisas a massagem foi iniciada.

Posso dizer que a massagem aconteceu em 5 etapas.

  1. Escalda pés

Sentada em uma cadeira bem aconchegante coloquei meus pés em uma bacia morna cheia de flores. O processo foi bem simples e rápido levando menos de 10 minutos com uma leve esfoliação.

  1. Deitada (barriga para baixo) – Massagem sem óleo

Deitada de barriga para baixo a Patty pediu para que eu respirasse fundo.

Já entendi que ia começar e seria incrível.

Sem a aplicação de óleo, apenas com o lençol em cima, recebi nas costas um tipo de alongamento e aplicação de pressão.

Braços e pernas também foram massageados.

  1. Deitada (barriga para baixo) – Massagem com óleo

Agora sem o lençol e com a aplicação de um óleo quentinho nas costas foi de longe a melhor parte. A força foi aplicada em alguns pontos e movimentos feitos com o antebraço e cotovelos.

Depois a massagem caminhou para as pernas e braços. A parte das pernas foi um pouco dolorida incialmente, mas depois relaxante e a dos braços, suave.

* detalhe: depois da fazer a massagem nas costas fiquei com pequenas trouxinhas quentes nas costas enquanto outras partes do corpo eram massageadas.

  1. Deitada (barriga para cima) – Massagem com óleo

Depois de terminar a massagem de toda a parte posterior do corpo virei de barriga para cima e a massagem continuou pelas pernas e braços.

  1. Massagem na Cabeça

Para finalizar, encerramos com uma massagem rápida, mas extremamente relaxante na cabeça.

O que achei engraçado (fofo) foi que anunciar o fim da massagem a Patty tocou um sininho!

BANHO:

Após a massagem você pode tomar uma ducha/banho no próprio banheiro da sala e/ou usar a banheira de hidromassagem por R$80,00 por pessoa ou R$150 para o casal (tempo aproximado de 30 minutos).

*dica: na própria cabine de ducha do banheiro, você pode aproveitar de uma vaporização sem valor adicional. Basta avisar a massagista antes, porque tem uma preparação de 30 minutos antes de você usá-la.

SALA DE DESCANSO:

Depois de todo esse processo, que posso chamar de purificante, você ainda é convidado a ficar em uma sala de descanso. Você pode ficar quanto tempo quiser e é servido com um chazinho e mais um potinho com frutas.

INFORMAÇÕES GERAIS:

Anantara Spa São Paulo – Tivoli Mofarrej

Alameda Santos, 1437 – 4º andar – Cerqueira César –SP – Brasil

Funcionamos diariamente das 10:00 às 22:00.

Telefone: +55 (11) 3146-6420 | +55 (11) 3146-6421

E-mail: anantaraspa.saopaulo@tivolihotels.com

Tire suas dúvidas

Entre em contato para mais informações sobre este destino