GO UP
casa do porco

A Casa do Porco Bar – O 8º melhor restaurante da América Latina

Eleito o 8º melhor restaurante da América Latina pelo The World 50 Best, A Casa do Porco comemora dois anos com o porco como estrela do menu

Demorei dois anos para conhecer A Casa do Porco. Por um motivo ou outro, nunca dava certo de ir ao Centro (o bar fica a duas quadras da Praça da República), embora a vontade só aumentasse, ao ver fotos do lugar sempre lotado, e com uma proposta apetitosa: quitutes suínos reinventados pelo chef Jefferson Rueda. Ou seja, um chef criativo que resolveu dar o status merecido a essa carne branca e magra, ainda pouco compreendida e consumida no Brasil.

Valeu a pena esperar. Também pela mesa, já que o almoço de sexta-feira estava bombando. O sucesso tem várias razões de ser, a começar pela decoração lúdica, com mesas distribuídas aleatoriamente, além do balcão do bar e a cozinha aberta, onde é possível ver Rueda trabalhar, muitas vezes ao lado de sua mulher, Janaína Rueda, também chef do famoso bar Dona Onça, no térreo do Edifício Copan, a poucos passos dali. A presença dos proprietários cria aquele clima caseiro que faz toda a diferença em um endereço paulistano.

A decoração temática é um misto de mercadão moderno com mercadinho de interior, com o porco onipresente nas paredes e nos detalhes, incluindo uma divertida coleção. Mas é a comida que agarra os clientes pelo estômago, com uma proposta artesanal, em que (quase) tudo é feito na casa: linguiças, salames, pães, além da preocupação do chef com a escolha dos produtores dos porcos, de olho na melhor carne. Um dos pratos mais pedidos é o Porco San Zé, assado por cerca de oito horas numa churrasqueira de carvão à lenha. Nesse dia, ele veio integrando o menu degustação “De tudo um porco”, acompanhado de tartar de banana e salada de couve com feijão.

O menu de pequenas delícias surpreende a cada etapa, com destaque para o tartar de lombo (sim, porco cru… com sabor e textura surpreendentes) e uma interpretação minimalista do virado à paulista, sobre torrada crocante, com um ovinho de codorna estrelado por cima. Há ainda toques orientais, como é o caso da trouxinha de alface romana recheada de arroz, algas e costelinha de porco, para comer de um bocado só.

A novidade mais recente é o “hot pork”, uma versão suína do hot dog, desenvolvida pelo chef para atender um desejo dos filhos pequenos. O sucesso foi tanto que, em 2018, o casal Rueda abre uma nova casa na região, o Hot Pork, (re) marcando presença no Centro. A salsichinha de porco não leva nenhum tipo de conservante e vem em duas pequenas porções. Melhor ainda é a apresentação, em um carrinho desenhado pelo chef, aquecido a carvão, que estaciona na mesa e mantém o sanduíche quentinho, capaz de fazer você dizer: “Viva a gourmetização!”.

Vá lá:

A Casa do Porco Bar
Rua Araújo, 124, República, São Paulo – SP
Telefone: (11) 3258-2578

Uma caçadora de histórias e maravilhas. Jornalista, escritora, cantora, viajante, cozinheira , aprendiz de dança, sempre em busca da próxima descoberta que desperte os cinco sentidos: o sabor de um novo prato, drink ou vinho (paladar), uma massagem, mergulho ou algo assim relaxante (tato), uma terapia com óleos aromáticos, chás com especiarias ou aquele perfume inédito (olfato), o pôr do sol visto de um rooftop ou as vistas mais incríveis para o mar e as montanhas (visão), e ainda um concerto, show, som ou simplesmente o barulho das ondas, do vento ou dos pássaros (audição). Rosane Queiroz foi editora da revista Marie Claire e da revista de bordo da GOL. Escreve sobre comportamento, gastronomia, sustentabilidade, viagem e lifestyle em publicações como Viagem e Turismo, Vida Simples, Folha de São Paulo, entre outras, além de atuar em produção de conteúdo de texto para livros. É autora de "Musas e Músicas –A mulher por trás da canção" (ed. Tinta Negra), livro reportagem em que conta quem são as musas inspiradoras de canções da MPB com nomes femininos. Na coluna Os Cinco Sentidos, compartilha experiências colhidas em suas andanças e viagens, com os cinco sentidos bem abertos. Mantém o Instagram @oscincosentidos.

Leave a Reply